Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Call para as paredes!

Notas de uma menina que, por acaso, trabalha num call center

Call para as paredes!

Notas de uma menina que, por acaso, trabalha num call center

15
Jun16

Morrer Cosmopolita


 

Há dias, assisti a uma conversa do Luis Sepúlveda com o Richard Zimler. O Luis Sepúlveda contou que viveu em vários países europeus mas é, de facto, Chileno. Contou como o seu nascimento se deu num motel que dava pelo nome de Chile.

Nasceu num local de passagem. Pensei, no momento, que nada podia haver de mais cosmopolita. Lembrei-me, depois, do Padre António Vieira que dizia: 'para nascer Portugal, para morrer o Mundo'. 

Sei que nasci em Portugal, infelizmente, as circunstancias não me têm permitido ir morrer a outro lado. Se morresse hoje morria sem ter saído de Portugal (ou quase). Pergunto-me se nas circunstâncias actuais podemos ser cosmopolitas sem sair do sítio onde nascemos. Afinal eu estava em Portugal a ouvir uma conversa entre dois escritores estrangeiros, um americano e um chileno. 

 

 

Obrigada, pelo seu contacto.

 

Comentários

Comentar

Mais sobre mim

foto do autor

Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2015
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2014
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.