Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Ó Menina

Notas de uma menina que, por acaso, trabalha num call center

Ó Menina

Notas de uma menina que, por acaso, trabalha num call center

Ó Menina sente-se excluída

ó menina, 17.10.19

Marcelo Rebelo de Sousa, o nosso Presidente da República, recebeu, lá no seu palácio, 40 influencers destas coisas das internets. 

O timing não podia ser melhor. Há um governo a formar-se e Marcelo Rebelo de Sousa ainda a reflectir laivos e laivos de inspiração que lhe ficaram da entrevista concedida a esse guru da comunicação, Daniel Oliveira, chamou 40 influencers a Belém.

E elas foram, claro! Agora, que o frio chegou quem é que ia reparar nos seus looks casual chic Outono/Inverno com as notícias sobre os primos do governo se não se fotografassem ao lado de uma figura como o nosso querido presidente?

E, do que falaram? Segundo o Expresso falaram de moda, crianças, humor e novelas, de política pouco ou nada.

Isto faz-me pensar se estarei no caminho certo. Ando aqui, eu, a defender todo um sector, a lutar por um futuro melhor para milhares e milhares de Ó Meninos, sempre atenta aos meandros políticos e à lei laboral e a mim ninguém convida para nada?  

Sinto-me excluída! A partir de hoje só falo de roupa e acessórios. Com o péssimo gosto que me é reconhecido vou fazer imenso sucesso.

Aposto que da próxima o Sr Presidente me convida apesar de ainda não me ter dado a honra de aceitar o convite que lhe fiz para passar um dia num call center. Havemos de ser amigos.

Aguardem-me!

Olha que pena

ó menina, 10.10.19

APCC - Associação Portuguesa dos Contact Centers: alterações às renovações dos contratos de trabalho são “restritivas para o setor dos contact centers”

As novas regras do Código do Trabalho relativas às renovações dos contratos a termo certo, que entraram em vigor esta terça-feira (1 de outubro), “são muito restritivas para o setor dos contact centers”.

Esta é uma das principais conclusões do jantar debate realizado esta semana pela Associação Portuguesa de Contact Centers (APCC), no Hotel Real Palácio, em Lisboa, e que teve como moderador Jaime Dória Cortesão, Sócio Fundador da SMFC Sousa Machado, Ferreira da Costa & Associados.

via Call Center Magazine 

Não há direito. Coitadinhos! Estas alterações são uma verdadeira ameaça aos patrões.

Os pobrezinhos já se imaginam a ter que comer em casa e trabalhar nas empresas como as pessoas normais.

Taditos, pá!

Ó Menina comenta as eleições #3

ó menina, 06.10.19

São quase vinte e uma horas, no momento em que vos escrevo e ainda não se sabe muito.

A abstenção ganhou. Nunca fico nos vencedores!

Assunção Cristas foi a primeira baixa. Espero que o PCP tenha um momento  semelhante. Acredito que uma das razões para a descida nestas eleições se deve a não ter aproveitado o momento geringonça, positivo para o partido, para renovar a liderança. 

Tenho pena dos senhores que ficaram nas mesas de voto das Marias, ninguém os avisou que os 50€ deles pressupunham o dobro do trabalho.

Vou dormir enquanto vão passando percentagens e discurso amanhã vejo como vai ser a Geringonça 2.0.

 

Ó Menina comenta as eleições #2

ó menina, 06.10.19

E eis-me aqui novamente, agora, que já liguei a televisão.

Hoje, que não me dava jeito nenhum o espectáculo começou mais cedo...

Ainda não se registam tiros.

Há uma freguesia no Sabugal, Malcata, onde os menos de 500 eleitores não votam em protesto. Quatro marotos esqueceram-se e foram votar, não queria estar no lugar deles...

O líder do PCP votou numa freguesia cujo nome não sei dizer mas esteve muito bem com a sua camisa azul bebé estilo democrata cristão.

Assunção Cristas, para além da infelicidade de ser mais uma Maria de Portugal e ter que votar na mesa que tem a fila maior desde que isto se organiza por ordem alfabética, não conseguiu fugir aos Romeiros de Algés e votou com o autocolante deles na lapela, mais discreto que o Pin da bandeira de Portugal que usava quando era Ministra do Governo do Pedrito Coelho.

Catarina Martins, votou.

Rui Rio levou a filha para garantir que tem pelo menos 2 votos que não sejam em branco.

António Costa votou sem altercações, viu-se que houve cuidado em colocar só mulheres jovens na sua mesa. 

O líder do PAN, recordista absoluto da abstenção em votações na Assembleia da República, compareceu.

O Presidente da República, adorado pelo carbono, vai a Celorico de Basto votar. Graças ao método de Hondt o seu voto não conta para nada mas o ambiente fica mais triste.

 

Entretanto vou votar que se faz tarde. As eleições são livres, muitos de nós já as recebemos assim. Como não votar?

elslivres.gif

(Os cartazes do MUD, partido ilegalizado por Salazar, em apoio à candidatura do General Norton de Matos, contra o regime, são do melhor que se pode encontrar na iconografia deste género)

 

Ó Menina comenta as eleições #1

ó menina, 06.10.19

Bom dia, como prometido, aqui estou eu para comentar as eleições.

- Ó Menina, mas isto são horas? - Lá estão vocês a fazer perguntas...

- São!

O dia de eleições de manhã não dá nada de jeito.

A esta hora ainda só votaram os velhotes a caminho da missa e os velhotes a caminho de casa vindos da missa. Claro que alguns vegans também já votaram no Pan porque tiveram que ir à rua passear o cão e quiseram levá-lo para ver como são as eleições, já que por vontade dos donos qualquer dia também estão a votar, isto enquanto os filhos esperam em casa com o pijama da Primark a ver o Nickelodeon antes de terem que ir para a praia apanhar beatas para compensar os maus hábitos de consumo dos pais antes da conversão claro.

- Ó Menina mas... 

Sim vou comentar isto com algum sarcasmo e ainda não liguei a televisão. Agora, parem de me interromper e vão  votar. Ou ocupem-se a elaborar  uma boa desculpa para não ir votar com os vossos filhos, sobrinhos... pela mão. Aquela de que tinham um almoço de familia marcado para as 13h00 e não tiveram tempo para votar apesar de as urnas estarem abertas desde as oito da manhã, já não cola! 

 

posts-onde-votar.jpg

Até já!

 

 

Musiquinha de espera #especial dia de reflexão 4

ó menina, 05.10.19

Ó Menina, tanta musiquinha mas afinal o que é que tu estiveste a fazer no dia de reflexão? - Perguntam vocês e eu, que por acaso até estou bem disposta, respondo - NadaNão se estava bem a ver? 

Mas como a vida não faz sentido sem música que é um belo de um acto político, mais logo vou ver uma coisa inspirada no Carlos Paredes entretanto só vos deixo mais umas musiquinhas que isto de eleições livres em Portugal não se fazem sem os do costume.

Para amanhã estou a pensar comentar a noite eleitoral ao minuto, mais ou menos... fiquem ligados.

 

Zeca Afonso 

José Mário Branco

Sérgio Godinho

Votem C#ralho, votem!

É o mínimo que podem fazer.