Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Call para as paredes!

Notas de uma menina que, por acaso, trabalha num call center

Call para as paredes!

Notas de uma menina que, por acaso, trabalha num call center

12
Nov15

Hello, I'm ó menina


Trabalhar numa empresa que se diz de vanguarda significa duas coisas:

 

1ª- a qualquer momento nos cruzaremos com o adjectivo sexy. Num briefing, numa formação...

 

2ª- vamos ter que passar por muitas 'dinamizações' que é como quem diz situações mais ou menos humilhantes para os colaboradores que fazem os chefes felizes porque transformam a empresa numa creche e os balões enchem-lhes o ego.

Já há estudos publicados em revistas da especialidade que demonstram como as 'dinamizações' são contraproducentes mas, de gestores portugueses pouco mais há a esperar do que correr para ler 'A arte da guerra' quando sabem da promoção e as 'Cinquenta Sombras de Grey' até à reforma.

 

Enfim, não me cabe a mim julgar. Sou apenas um peão. 

 

Numa dessas dinamizações determinou-se que toda a gente devia trabalhar vestida de branco.

Fui notificada por email mas, não achei assunto relevante para colocar na agenda. Então, certo dia acordei feliz e vesti-me de acordo com o estado de espírito: top preto, casaco preto... quando cheguei ao trabalho percebi, tamanha era a alvura da sala, que era suposto ter-me vestido de branco.

Lembrei-me do Johnny Cash e passei o dia com as suas músicas na cabeça.

 

'Black is my happy color' nunca me visto de branco, por vezes, uso um ou outro apontamento mas, nunca me verão só de branco, excepto no dia em que determinem que devo vestir-me de preto, claro! Sou apenas um peão mas, sou um peão insubordinado.

 

 

 

Obrigada, pelo seu contacto!

 

09
Nov15

Tenho agendas cheias de boas intenções


Na madrugada de Sábado para Domingo, enquanto o sono não se apoderava da excitação natural de quem acabara de largar o trabalho, assisti ao filme ' Balada da Praia dos Cães'.

Gosto do filme. Lembrei-me do livro e de como graças a ele agendei algures a intenção de ler 'O lobo do mar' do Jack London.Não li mas, a intenção era boa.

Tenho agendas cheias de boas intenções e falta-me tempo para elas.

 

 

Obrigada, pelo seu contacto!

 

07
Nov15

O maior surdo é o que não quer ouvir


- Ó menina vai ter que falar mais alto que eu não a ouço.

- Não me ouve?

- Não!

- Assim, já ouve?

- Não!

- Não?

- Não!

- E assim? Já ouve?

- Não! Não a ouço!

- Vamos tentar, mesmo assim. Qual é a questão?

- Olhe é sobre a minha factura, blá, blá, blá...

 

E é isto umas 3 a 4  vezes por dia.

 

Obrigada, pelo seu contacto!

06
Nov15

Perturbações


Esta coisa de termos que nos apresentar e despedir a cada 5 minutos tem que se lhe diga.

Em determinado ponto torna-se mecânico e se há um mês dizíamos Boa Tarde até altas horas agora há hora do lanche é noite e há sempre um piqueno constrangimento quando muitas vezes a Boa Tarde o cliente responde com Boa Noite e para compôr ao despedir-me o faço com Boa Noite e ele responde com Boa Tarde. Nada que nos leve a mais do que um sorriso e à repetição da apresentação ou despedida. Mas, há exceções.

Habituada que estou a fazer horários após as 14h00 quando tenho que entrar mais cedo, dada a mecanização, a adaptação não é fácil mas, mesmo que me engane não tem que ser impedimento a que o atendimento decorra normalmente. Penso eu mas, nem todos pensam da mesma forma.

Certo dia entrei cedo. Oito da manhã e cai a primeira cliente:

 

 

- Boa Tarde, fala a ó menina em que posso...

- Boa tarde!?!

- Peço perdão, Bom Dia!- Corrigi rapidamente, com um pedido de desculpa e um expressivo sorriso na voz. 

- Ó menina mas, Boa Tarde?

-Peço perdão estou habituada a outro horário.

-Mas, dizer Boa Tarde a esta hora não pode ser!

-Lamento imenso! Posso ajuda-la com alguma questão?-tentado mudar de assunto.

- Não! Ó menina, agora que me perturbou já não quero nada. Com licença! - E desligou.

 

Nunca pensei que uma questão tão simpes perturbasse alguém. A frase pode estar automatizada mas, a emoção e a intenção não estão. Nós não somos máquinas!

Este lapso podia ter ocorrido a qualquer pessoa, a qualquer momento. Não queria perturbar a senhora mas, há pessoas a quem tudo perturba...

 

Obrigada, pelo seu contacto! 

Bom dia, Boa tarde ou Boa noite seja qual for a sua perturbação  localização.

05
Nov15

Portugueses e a fortuna


Os portugueses adoram colocar a sua fortuna à prova e não resistem a jogos e apostas. Por isso, as linhas de valor acrescentado têm tanto sucesso.

Difícil é explicar a alguns clientes que os custos da chamada são para os promotores dos concursos.

 

- Ó menina! Porque é que a minha factura está tão alta?

 

- A senhora efectuou chamadas para números 760 que fazem a factura aumentar.

 

- Pois fiz! Eu gosto de participar, a ver se me sai alguma coisa. Mas, acho mal vocês cobrarem essas chamadas.

 

- Lamento. Nós não podemos suportar os custos da sua participação num concurso. Esse valor é para o promotor.

 

- Não podem porque não querem! Acha bem que nos cobrem tanto dinheiro por essas chamadas? Essas chamadas deviam estar incluídas na mensalidade. Não achas?

 

- Nesse caso, se nós custeassemos a participação no concurso o prémio seria para nós. Ou acha que o prémio devia ficar com quem não pagou a participação?

 

- Pronto! Não me quer ajudar, pois não? Eu mudo para outro operador que isto assim não dá!

 

 

Obrigada, pelo seu contacto!

Mais sobre mim

foto do autor

Arquivo

  1. 2018
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2017
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2016
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2015
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2014
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.