Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Ó Menina

Notas de uma menina que, por acaso, trabalha num call center

Ó Menina

Notas de uma menina que, por acaso, trabalha num call center

Tontice

ó menina, 30.05.16

 

 

Foi uma grande tontice, começar a ler 'A Lição de anatomia' do Philip Roth e assistir ao Lost in Translation' com as costas avariadas.  

Na vida real, falta-nos um narrador que encadeie os acontecimentos vividos sob o jugo da dor e torne o nosso drama tão apetecível aos outros que os faça sorrir. E, quando passamos longas horas no duche a tentar desentorpecer o corpo, rodeados de nuvens de vapor,  os nossos pensamentos mais profundos vão para as contas do gás e da água. 

 

Raio dos romances! Sempre a puxar-me para o real. Graças a eles vejo-me, a mim, quando desbravo caminho para chegar ao espelho baço, através das nuvens.

 

 

Todos somos bichos

ó menina, 25.05.16

 

Há uns dias apareceram uns funcionários quadros da empresa que, em última instância, represento lá no barracão. Estavam em formação e precisavam de uma sala.

Num dos meus, curtos, intervalos cruzei-me com as 'colegas' que comentavam entre si, entrando cada uma para o seu 'cubículo sanitário' tal como eu: 

- são giros, não são?

- são! Girissimos. Vi uns parecidos mas, em botim. Um bocadinho carotes, também são Armani, fiquei de olho neles, amanhã vou buscá-los...

 

Eu, olhei para os meus pés envergando umas modestas sabrinas floridas que comprei por 5 euros na secção infantil do Jumbo e imaginei-nos ali, as três agachadas cada uma em seu 'cubículo sanitário' com as calças ao fundo dos pés. Nada nos distinguia. Somos bichos, iguais.

 

Obrigada, pelo seu contacto!

 

 

 

 

Deixei as lágrimas em casa

ó menina, 21.05.16

 

Fui à farmácia gastar um dinheirão em lágrimas artificiais, a mando da Sra Doutora que se mostrou preocupada com as horas que passo ao computador sob um ar condicionado que cospe pó e deixei-as em casa...

Antes assim. Tenho-as gasto todas no nariz. Eu bem tento acertar no olho mas, ele é mais rápido que eu e fecha-se quando vê a gota.

 

 

PS

- com um título tão bonito podia ter feito um poema. Estão vocês a pensar. Pois, que é a vida senão poesia ?