Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Ó Menina

Notas de uma menina que, por acaso, trabalha num call center

Ó Menina

Notas de uma menina que, por acaso, trabalha num call center

Gostava de flores

ó menina, 08.03.18

 

Sim, gostava muito de flores. 

Há muito, muito tempo, antes de se tornarem símbolo de uma hipocrisia que se lamenta e não aceita, eu, gostava das flores.

 

Aos que se sentiram ofendidos porque lhes rejeitei as florinhas com que me queriam presentear neste #oitodemarço desejo que as apreciem e metam ... hum ... desejo que as apreciem e metam num vaso. Metam-nas num vaso!

 

Obrigada, pelo seu contacto!

 

 

 

 

Prefiro túlipas

ó menina, 08.03.18

 

Em Portugal há uma diferença no rendimento médio mensal entre homens e mulheres de 21,8% que, traduzida em dias, significa 79 dias de trabalho das mulheres, num ano, sem remuneração. 

Para além de terem salários, em média, mais baixos, as mulheres portuguesas ocupam, com maior frequência, postos onde se paga o salário mínimo nacional. 

As descriminações, pelas quais resultam as desigualdades entre homens e mulheres,  existem em todos os sectores com maior ou menor intensidade.

Não há tabelas salariais diferenciadas mas muitas empresas excluem ou penalizam as mulheres na atribuição de prémios de assiduidade, de antiguidade e de produtividade, por terem estado em consultas pré-natais, em gozo de licença de maternidade ou redução de horário para amamentação. 

Prefiro túlipas mas compreendo. As túlipas devem estar caras nesta época e se é para morrerem antes do fim do turno e serem despejadas no contentor mais próximo as gérberas servem perfeitamente. 

 

 

Obrigada, pelo seu contacto.

 

 

Palpita-me

ó menina, 04.03.18

Não sei como é que vocês estão aí nos barracões de onde comunicam mas a Ó Menina está muito baralhada.

As empresas de lucros milionários que operam em Portugal e recorrem a contratação por outsourcing e empresas de trabalho temporário acharam o aumento do ordenado mínimo nacional para 580 euros um exagero vai daí começaram a inventar cortes nos prémios e ajudas de custo para que apesar do aumento os trabalhadores continuem a ganhar o mesmo.

Assim sendo e apesar de estarmos em Março, já ter recebido 2 ordenados e respectivos 4 recibos de vencimento (não questionem! eu não tenho como responder!) as contas continuam muito estranhas parece que alguém contratou a Senhora Anabela de Malhadas para palpitar uns números para o meu recibo e eu palpito que recebo cada vez menos.

 

 

Obrigada, pelo seu contacto!