Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Ó Menina

Notas de uma menina que, por acaso, trabalha num call center

Ó Menina

Notas de uma menina que, por acaso, trabalha num call center

Só podia ser falso

ó menina, 30.08.19

A polícia desmantelou uma rede criminosa que mantinha sequestrados jovens asiáticos a fim de burlarem pessoas na China, a partir de um call center instalado numa vivenda de luxo em Cascais.

Obviamente, era um Call Center falso.

Um call center para ser call center, em Portugal, não opera numa vivenda de luxo, opera num barraco com pulgas ou na melhor das hipóteses num edifício, intervencionado por Câmaras Municipais, cedido a empresas de trabalho temporário pouco empenhadas na manutenção dos espaços ou materiais. 

E, os comunicadores não estão sequestrados. Dava muito trabalho levar-lhes a comida! Se pudessem as empresas não se importariam de sequestrar uns quantos Ó Meninos mas como não podem, pagam-lhes qualquer coisinha para ir comer a casa. Pouco! Muito pouco, para evitar que se ponham com ideias de ir ao cinema, comprar um livro ... e para que voltem no dia seguinte submissos com álcool na carteira para desinfectar teclados, ratos e até mesmo headsets que partilham com outros comunicadores e para os quais, muitas vezes, nem esponjas individuais têm.

Bastavam 2 segundos e qualquer um de nós perceberia que aquilo não era um call center a sério. 

20190830_084625.jpg

Via Diário de Notícias, para ler aqui

 

Por 600 euros diria que não

ó menina, 28.08.19

O CDS-PP andou a espalhar os seus novos cartazes pelo país, são de um azul muito bonito e questionam se 'Trabalhar. Faz sentido?'.

Eu diria que trabalhar por 600 euros faz tanto sentido como este cartaz, ou seja, nenhum. E mesmo que o salário mínimo nacional fossem os 650 propostos pelo PCP no final de 2018 e rejeitados pelo CDS-PP com a companhia do PS e PSD continuaria sem fazer o menor sentido.

Aposto que os cerca de 1 milhão de trabalhadores que veriam melhoradas as suas condições de vida com mais 50 euros (- 11%) mês devem pensar o mesmo enquanto se perguntam 'mas que merda de insulto é este?'

 

naom_5d5fb1d84fd38.jpg

Lembrem-se, as eleições são em Outubro.

 

Coloquemo-nos em perspectiva

ó menina, 26.08.19

 

 

'Plastic bag' é um filme disponível online no canal Futurestates, do YouTube. Faz parte de uma colecção que se propõe reflectir como será a vida na América do futuro e consequentemente a nossa.
Ramin Bahrani, mostra como beneficiou da influência de Herzog e a voz de Herzog convida-nos à introspecção.

Das coisas mais bonitas que já vi e que me faz sentir feliz ao partilhar.

Vejam até ao fim!

De nada.

Cumulo de uma Menina sem jeito para influencer

ó menina, 25.08.19

 

Regresso a casa num domingo à noite, depois de passar no supermercado a correr para despachar umas coisitas que estavam em falta para a marmita de amanhã, apanho o autocarro distraio-me a responder aos vossos comentários e deixo passar a minha paragem sem dar sinal para parar. 

Felizmente andar de tranportes públicos faz bem ao ambiente e andar a pé ao coração.

Não sei como é que algumas pessoas conseguem estar sempre online... 

No fundo, mesmo lá no fundo invejo-as.

 

Isto do Incêndio na Amazónia É Mesmo Lixado

ó menina, 23.08.19

 

Andaram bloggers e influencers a comprar bugigangas e outfits novos para as fotos das férias, postar os do ano passado estava fora de questão, passaram semanas, coitadinhos, a sugerir tralha e a apelar ao consumo, gastaram o subsídio de férias a comprar uma viagem para um resort do outro lado do planeta para ficarem descansaditos à beira mar a fotografar o corpinho seco de tanta soja e produto milagroso que lhes chegou do Brasil sem pensar em desgraças como por exemplo aquilo de 1,4 biliões de viajantes internacionais serem responsáveis por 8% das emissões de gazes do planeta e quando regressam há um incêndio na Amazónia que os obriga a substituir o resumo das férias por um lamento sobre a escassez e destruição de recursos naturais da Terra e a substituir a foto do bronze por um filtro a dizer: I ❤ Amazónia.

Não há direito! Ninguém merece!

 

Um abraço solidário da Ó Menina a todos os idiotas que ainda pensam que mudar o que partilham nas redes sociais por um dia sem alterar os seus hábitos de consumo é uma atitude cívica do caraças.

Deve ser a isto que chamam silly season

ó menina, 21.08.19

 

O Sr António Costa, primeiro-ministro de Portugal para os mais distraídos, congratulou-se (sim, ele ultimamente congratula-se imenso) com a promulgação das alterações à lei do trabalho e referiu-se a elas como uma medida de combate à precariedade.

As alterações ao Código do Trabalho, aprovadas no parlamento, em Julho, com os votos favoráveis do PS e a abstenção do PSD e do CDS,  estabelecem o alargamento do período experimental de 90 para 180 dias para jovens à procura do primeiro emprego e desempregados de longa duração.

FB_IMG_1566378824996.jpg

imagem recolhida na página Tás Logado?

Don't be silly!

Pág. 1/3