Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Ó Menina

Notas de uma menina que, por acaso, trabalha num call center

Ó Menina

Notas de uma menina que, por acaso, trabalha num call center

É Sexta-feira...

ó menina, 03.05.19

Então? Caros Ó meninos e demais trabalhadores de sectores com atendimento ao público que se querem de jornada contínua sem garantir aos trabalhadores subsidio de turno, pagamento de trabalho ao domingo como se domingo fora e direito a gozar feriados, como estais?

 

Aposto que os vossos amigos de outras áreas profissionais acham que estais bem, mais do que bem, acham que estais maravilhosos. Afinal as últimas três semanas só tiveram quatro dias úteis.

 

Pior. Aposto que vos perguntam de que vos queixais quando colocais um daqueles emojis chorosos na publicação que fizeram no facebook destruindo uma canção dos The Cure e vós encolheis os ombros porque achais que eles não vão perceber que a semana continuou a ter, para vós, cinco dias de trabalho que dadas as circunstâncias foram acrescidos de horas extra para dar resposta ao aumento de fluxo de chamadas ou afluência de clientes ou seja dos vossos amigos felizes. Achais desnecessário explicar que até vos foi solicitado que abdicásseis de uma ou duas folgas para tirar depois 'num dia a ver' pelo que afinal a vossa semana teve seis ou sete intermináveis dias que vos deixaram tão esgotados que vos faz atirar para um blog montes e montes de palavras quase sem virgulas que as intermedeiem qual Saramago e isso apesar do breafing diário de rumo à felicidade laboral que vos impõem. 

Mas nem tudo é mau alegrai-vos porque hoje é sexta-feira e amanhã estaremos a trabalhar outra vez e nós sabemos como o trabalho enobrece.

 

a lição de salazar.jpg

 

Comentar:

Mais

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.