Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Ó Menina

Notas de uma menina que, por acaso, trabalha num call center

Ó Menina

Notas de uma menina que, por acaso, trabalha num call center

É um festival

ó menina, 12.07.19

 

Ultimamente, os festivais de Verão, para além de se terem tornado exímios exploradores de jovens que executam nestes eventos de facturação milionária trabalho não remunerado sob o capote espesso do voluntariado, são também (os festivais) um espaço de promoção de marcas.

Uma dessas marcas é a Randstad, empresa de trabalho temporário e, espantem-se, o stand da Randstad tem longas filas de pessoas daquelas que esperam ansiosas pelas surpresas que cada marca preparou para se auto-promover através dos brindes e bugigangas que coleccionam. 

Ora eu, Ó Menina, vi as filas e pensei:

Coitados! Alguém os devia avisar que dali o melhor que podem esperar é um contrato de trabalho que caducará daqui a 15 dias e a probabilidade de serem pagos por esse período é mínima.

Claro que, isto foi antes do concerto dos The Cure durante e depois não pensei em mais nada. Foi incrível!

NOSAlive17-stands-01.jpeg

foto da rede(net) de um dos stands Randstad

Sejam responsáveis, evitem certas filas!

13 comentários

Comentar post