Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Ó Menina

Notas de uma menina que, por acaso, trabalha num call center

Ó Menina

Notas de uma menina que, por acaso, trabalha num call center

Hoje é dia da mulher

ó menina, 08.03.16

Logo, os chefes do sexo masculino vão oferecer-me uma flor.

Vou dizer - obrigada. 

Vou sorrir e parecer que sim, que estou agradecida.

Vou pensar que se quisessem de facto reconhecer as mulheres ocupavam a linha da frente na atribuição de mais tempo na licença de maternidade e mais tempo de horário reduzido para amamentação, que entenderiam que 24 minutos, contados por um cronómetro, não chegam para a mulher fazer as pausas necessárias e tratar da sua higiene em certas alturas do mês, ou seja, saberiam proporcionar, às mulheres, as mesmas oportunidades respeitando as diferenças.

Vou lamentar que não tenham aplicado o dinheiro de forma mais útil, as gérberas são baratas mas, esse dinheiro faria diferença a uma instituição de apoio à mulher e ao homem.

Vou reconhecer que somariam pontos, na minha consideração, se enviassem um email explicando que, este ano, em vez de distribuir flores decidiram tomar uma atitude. Infelizmente não acontecerá e mais uma vez, no final do dia, a minha flor murcha por estar ali largada ao ar condicionado vai sofrer um acidente, vai partir o caule. - Upps. Vou fingir lamentar, vou guardá-la na mala para não a jogar ao lixo, logo ali e quando sair do autocarro vou deitá-la ao jardim, algum verme agradecerá a sua decomposição.

 

Obrigada, pelo seu contacto!

 

 

16 comentários

Comentar post