Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Ó Menina

Notas de uma menina que, por acaso, trabalha num call center

Ó Menina

Notas de uma menina que, por acaso, trabalha num call center

Ó Menina na Greve #3

ó menina, 31.10.19

'Como todos sabem, as empresas de Outsourcing e de trabalho temporário, que respondem pela prática de serviços “externalizados” pelos grandes grupos económicos constituem uma das maiores formas de prevaricação das relações laborais e do trabalho. Nenhum sector escapa a esta tendência.

Trabalhadores de call center convocam greve para 31 de outubro

Através de relações triangulares e quadrangulares1 de contratação laboral que apenas têm em vista embaratecer o trabalho e libertar os grandes grupos económicos do trabalho com direitos, cada vez são mais os trabalhadores que se encontram sob este tipo de relação de trabalho, caracterizada pela precariedade, pela desregulação e, sobretudo, pela degradação continuada, até ao limite do suportável, das condições de trabalho.

A “externalização” de serviços nos call center é já uma regra e teve nos últimos 20 anos, um crescimento exponencial mas, segundo as empresas utilizadoras apenas dos serviços não considerados como “core business”,mas será que uma empresa de telecomunicações pode existir sem call center, BO ou lojas onde se faz o atendimento dos clientes, se responde às questões dos clientes, novos contratos/vendas, renegociações e alterações de já existentes, processamento de tarefas internas entre outros?

É falso! Os trabalhadores não são dispensáveis mas sim necessários todos os dias para desempenhar funções fulcrais na mais importante missão das empresas, a satisfação dos interesses e das necessidades dos seus clientes!

Embora trabalhem para uma grande empresa não significa que trabalhem nessa empresa, o que se traduz, acima de tudo, que não tenham a mesma segurança nem as mesmas condições de trabalho aí praticados, existindo situações em que trabalhadores internos, laboram lado a lado com externos com realidades salariais tão diferentes. E isto tem de acabar!'

by Sónia Garrido Sousa in Esquerda Net

Comentar:

Mais

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.