Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Ó Menina

Notas de uma menina que, por acaso, trabalha num call center

Ó Menina

Notas de uma menina que, por acaso, trabalha num call center

Perturbações

ó menina, 06.11.15

Esta coisa de termos que nos apresentar e despedir a cada 5 minutos tem que se lhe diga.

Em determinado ponto torna-se mecânico e se há um mês dizíamos Boa Tarde até altas horas agora há hora do lanche é noite e há sempre um piqueno constrangimento quando muitas vezes a Boa Tarde o cliente responde com Boa Noite e para compôr ao despedir-me o faço com Boa Noite e ele responde com Boa Tarde. Nada que nos leve a mais do que um sorriso e à repetição da apresentação ou despedida. Mas, há exceções.

Habituada que estou a fazer horários após as 14h00 quando tenho que entrar mais cedo, dada a mecanização, a adaptação não é fácil mas, mesmo que me engane não tem que ser impedimento a que o atendimento decorra normalmente. Penso eu mas, nem todos pensam da mesma forma.

Certo dia entrei cedo. Oito da manhã e cai a primeira cliente:

 

 

- Boa Tarde, fala a ó menina em que posso...

- Boa tarde!?!

- Peço perdão, Bom Dia!- Corrigi rapidamente, com um pedido de desculpa e um expressivo sorriso na voz. 

- Ó menina mas, Boa Tarde?

-Peço perdão estou habituada a outro horário.

-Mas, dizer Boa Tarde a esta hora não pode ser!

-Lamento imenso! Posso ajuda-la com alguma questão?-tentado mudar de assunto.

- Não! Ó menina, agora que me perturbou já não quero nada. Com licença! - E desligou.

 

Nunca pensei que uma questão tão simpes perturbasse alguém. A frase pode estar automatizada mas, a emoção e a intenção não estão. Nós não somos máquinas!

Este lapso podia ter ocorrido a qualquer pessoa, a qualquer momento. Não queria perturbar a senhora mas, há pessoas a quem tudo perturba...

 

Obrigada, pelo seu contacto! 

Bom dia, Boa tarde ou Boa noite seja qual for a sua perturbação  localização.

12 comentários

Comentar post