Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Ó Menina

Notas de uma menina que, por acaso, trabalha num call center

Ó Menina

Notas de uma menina que, por acaso, trabalha num call center

Pouco pão, muito circo

ó menina, 25.06.16

Pouco antes de o jogo Croácia-Portugal começar fui dar uma volta à baixa de Coimbra para de seguida aproveitar a calmaria e ir ao Pingo Doce.

Faltavam alguns minutos para o jogo e em frente à câmara municipal, património classificado pela UNESCO e local de passagem de muitos turistas, uma carrinha distribuía cabazes solidarios a uma enorme fila.

Rostos mais ou menos conhecidos dos que passeiam a baixa com frequência alinhavam-se para encher os sacos de supermercado que levavam.

Novos, velhos, casais com crianças pela mão, alinhavam-se de cabeça baixa. Estavam visivelmente incomodados por serem observados pelos turistas, como objectos. Sentiam-se expostos e ajeitavam as várias camadas de roupa que traziam apesar do calor. A fome arrefece os corpos.

Seguiam, depois, cada um com o seu saco meio cheio, meio vazio dirão eles, pelos becos e ruelas entrando em prédios degradados que exalam cheiro a mofo. 

Quando cheguei ao supermercado, os que faziam uma última compra a correr para ir ver o que restava do jogo diziam: Espero que Portugal faça boa figura!

Impossível! Pensei, enquanto as filas de portugueses alinhados para receber um pedaço de pão continuarem a aumentar, Portugal não fará boa figura.

 

Acabei por ver o fim do jogo, demorou mais do que esperava, lá ganharam...

 

 

Obrigada, pelo seu contacto.

 

21 comentários

Comentar post

Pág. 1/2