Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Ó Menina

Notas de uma menina que, por acaso, trabalha num call center

Ó Menina

Notas de uma menina que, por acaso, trabalha num call center

Sarcasmo e estupidez não são a mesma coisa

ó menina, 20.06.16

 

"Uma funcionária de um call center foi despedida em nome da igualdade por se encontrar grávida. É verdade!"

 

Esta frase pode ser lida numa recente crónica do Jovem Conservador de Direita, no jornal i, juntamente com outros habituais impropérios.

Infelizmente há quem partilhe da sua opinião, só porque é estúpido. Por isso, existem grávidas despedidas. 

 

Obrigada,  pelo seu contacto!

 

Jornal i, aqui

 

 

Pessoas com emprego deviam experimentar um trabalho...

ó menina, 03.09.15

 

 - Ó menina queria saber porque é que blá, blá, blá... (coisas que necessitam de consulta em 3 aplicações informáticas diferentes com introdução e validação de dados...)

 

- Com certeza, vou já verificar! É só um momento, por favor  ( com um belo sorriso na voz)

 

- UM MOMENTO?!?

Olhe, ó menina, seja rápida que eu estou no meu local de trabalho!

 

- Serei tão breve quanto possível na execução das minhas tarefas, se não tiver disponibilidade para aguardar pode contactar-nos noutro horário e de outro local, estamos disponíveis 24 horas por dia, fins-de-semana e feriados...

 

 

Pergunto-me se quem enche o peito para se gabar de como trabalha imenso e de como o seu trabalho é mais importante do que o de qualquer outra pessoa: o padeiro que lhe garante o pão de manhã o motorista do autocarro que a faz chegar a horas... mas, tem tempo para tratar da sua vida pessoal e descarregar porcaria nas redes sociais, durante a jornada laboral, alguma vez trabalhou de facto.

 

Obrigada, pelo seu contacto!