Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Ó Menina

Notas de uma menina que, por acaso, trabalha num call center

Ó Menina

Notas de uma menina que, por acaso, trabalha num call center

Tempo de um xixi e muito mais

ó menina, 24.01.19

É hoje que os deputados vão discutir o sector dos call centers.

3 minutos é o tempo que cada grupo parlamentar terá para discorrer acerca da nossa profissão. Não vou querer perder, ver como se desenrascam a tratar um assunto que desconhecem num tempo tão limitado.

Nós que estamos habituados aos nossos 3 minutos de intervalo por cada hora de trabalho (24 minutos numa jornada de 8 horas) desenvolvemos estratégias, logo nos primeiros dias, para que os três minutos cheguem para comer, cumprimentar colegas, ligar à família, fumar, reclamar, trocar opiniões, tomar posições, escrever um post e fazer aquele xixi básico. Mesmo assim, às vezes falhamos e se ultrapassarmos os 3 minutos que, à cautela, reservamos para qualquer eventualidade não nos livramos de um ralhete, que vai expor-nos ao olhar dos colegas que com a gritaria descontrolada vão perceber que sim, nós também fazemos xixi, nós também temos o período e também sofremos desarranjos intestinais. 

Não sei como se vão desenrascar os deputados mas nós sabemos que com vontade 3 minutos chegam para muita coisa.

 

Entretanto já que estou a gastar os 3 minutos todos que tinha para hoje e sim, estive a blogar durante o xixi, (Quem nunca?) aproveito para agradecer a todos os que têm passado por cá. 

Não estava à espera de um regresso tão apoteótico.

Por mais que tente não consigo ver quem são as pessoas que estão a partilhar e a fazer gosto através do Facebook mas imagino que ande por aí muita malta de telemóvel escondido por baixo do teclado, no meio dos cadernos ou até na manga a partilhar e corroborar a opinião da ó menina.

 

 

Aproveito, ainda, para crescentar que estou um bocadinho triste com o DN que deu algum destaque ao assunto através de uma crónica cheia de nomes fictícios mas nenhum é 'ó menina'. O autor que também não consegui identificar e só volto a ter 3 minutos para procurar amanha escolheu 'Teresa', nome de velha e 'Carolina', nome de beta, para os seus personagens. Espero que da próxima considere 'ó menina' até porque não havia necessidade de usar nomes fictícios num artigo onde se percebe a que local se refere. Era capaz de apostar o dedo piquenino do pé em como a crónica se refere a um call center de telecomunicações de uma empresa que já teve Portugal no nome mas agora é francesa. Deixo-vos o artigo para o caso de ainda terem 3 minutos disponíveis para aquele xixi básico, assim aproveitam melhor o tempo. aqui

 

Disponham sempre.

 

 

ps Alguém quer nomear a/o supervisor que trata os colaboradores por 'chouriça' como descrito na crónica do DN? Aproveitem que eu permito comentários anónimos.

 

 

 

2 comentários

  • Imagem de perfil

    ó menina 29.01.2019

    Infelizmente, sem motivo...
  • Comentar:

    Mais

    Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.