Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Ó Menina

Notas de uma menina que, por acaso, trabalha num call center

Ó Menina

Notas de uma menina que, por acaso, trabalha num call center

Torradas com?

ó menina, 16.11.19

Há muito muito tempo, trabalhei num call center onde sempre que as empregadas do bar se distraíam e deixavam queimar as torradas o alarme de incêndio disparava. Era-nos dito para continuar a atender chamadas, enquanto um supervisor descia dois andares até ao bar para confirmar se, de facto, eram só as torradas.
Nesse entretanto (descer dois andares, subir dois andares) ficávamos suspensos. O barulho era ensurdecedor e os clientes perguntavam Ó Menina, o que é que se passa aí? e nós descansávamos as suas preocupações enquanto esperávamos que o supervisor voltasse para descansar as nossas.
Acontecia com muita frequência, as senhoras do bar desculpavam a distracção com a torradeira e nós nunca sabíamos quando a alarme era real.
Se fosse e o supervisor não voltasse a subir aqueles dois andares não saberíamos o que fazer, nunca tínhamos feito um simulacro.

Lembrei-me porque esta semana em nome da produtividade, do lucro, os trabalhadores do call-center da CUF, Grupo José Mello Saúde foram impedidos de participar de um simulacro de incêndio e tiveram que continuar o atendimento ao som dos alarmes. Só algumas chefias receberam formação e serão responsáveis por retirar, em segurança, os mais de cem trabalhadores daquele edifício que é um labirinto de call centers.
Espero que não se queimem muitas torradas por lá.

Agora, que me lembrei das torradas vou comprar pão e marmelada para o lanche, não gosto muito de manteiga. E vocês, com o que é que comem as vossas torradas? Hum?

 

notícia via tás logado?

 

18 comentários

Comentar post